Make your own free website on Tripod.com

Ortodoxia 2000

Menu Ícones.
Clique no título para acessar Ícones de Cristo

Ícones de Cristo.



Clique no título para acessar Ícones da Mãe de Deus

Ícones Mãe de Deus.



Item Ícones dos Santos inativo

Ícones dos Santos.



Clique no título para acessar Ícones das Festas

Ícones das Festas.



Clique no título para retornar ao início de Ícones

Início Ícones.



Clique no título para retornar a página principal do site

Retorna Página Inicial.

Ícones da Mãe de Deus

Índice de Ícones,
Click sobre os Ícones.
Acesse, clicando sobre este Ícone
Acesse, clicando sobre este Ícone
Acesse, clicando sobre este Ícone
Acesse, clicando sobre este Ícone

As santas imagens, presentes em nossas igrejas e em nossas casas, destinam-se a despertar e a alimentar nossa fé no mistério de Cristo. Por meio do ícone de Cristo e de suas obras salvíficas, é a ele que adoramos. Mediante as santas imagens da santa mãe de Deus, dos anjos e dos santos, veneramos as pessoas nelas representadas.

A encarnação é o grande mistério que o ícone professa. A encarnação é o fundamento do próprio ícone. Somente um Deus feito homem, portanto visível, pode ser representado, e o ícone procura representar a "hipóstase", a sua pessoa ao mesmo tempo humana é divina. Mas, a encarnação veio por obra do Espírito Santo, com o consentimento e a participação de Maria Santíssima. Com São Teodoro Studita († 826), a teologia do ícone atingiu o seu cume e ele assim explica:

"Cristo, enquanto nascido do Pai indescritível, não pode ter imagem. Com efeito, que imagem poderia corresponder à Divindade, cuja representação é absolutamente proibida pela Sagrada Escritura? Todavia uma vez que Cristo nasceu de uma Mãe descritível, Ele naturalmente tem imagem que corresponde à de sua Mãe. E se não pudesse ser representado pela arte, dir-se-ia que nascera apenas do Pai e que não encarnou". (Discurso anti-herético contra os iconômacos, PG 99 417C).


Anunciação - (Lucas - 1, 28-35).

Anúncio do nascimento de Jesus ...28 O anjo veio à presença dela e disse: "Alegra-te, ó tu que tens o favor de Deus, o Senhor está contigo". 29 A estas palavras, ela ficou grandemente pertubada, e se perguntava o que podia significar esta saudação". 30 O anjo lhe disse: "Não temas, Maria, pois obtiveste graça junto a Deus. 31 Eis que engravidarás e darás à luz um filho, e lhe darás o nome de Jesus, 32 Ele será grande e será chamado filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de David seu pai; 33 ele reinará para sempre sobre a família de Jacó, e o seu reino não terá fim". 34 Maria disse ao anjo: "Como se fará isso, visto que não tenho relações conjugais"? 35 O anjo lhe respondeu: "O Espírito Santo virá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; e por isso aquele que vai nascer será santo e será chamado Filho de Deus.

Bíblia Sagrada - TEB-Tradução Ecumênica da Bíblia - Editora Loyola.

O ícone da encarnação

Assim é chamado o ícone em que Maria Santíssima tem em seus braços o divino Filho e através dos séculos esse ícone predomina entre todas as representações Marianas. O termo "encarnação" foi escrito debaixo de uma imagem do tipo da Virgem de Blacherne na igreja de "Stanesti" Valáquia (Romênia), do século XVI.

[Fonte: Ícones da Mãe de Deus - Irmã Maria Donadeo - Editora Paulinas, por Elder Sandim]



MAGNIFICAT - (Lucas - 1, 46-56).

46 Então Maria disse:

Minha alma exulta o Senhor 47 e meu espírito se encheu de júbilo por causa de Deus, meu Salvador,48 porque ele pôs os olhos sobre a sua humilde serva.          

Sim, doravante todas as gerações me proclamarão bem-aventurada,49 porque o Todo-poderoso fez por mim grandes coisas: santo é o seu Nome.

50 A sua bondade se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem.

51 Ele interveio com toda a força do seu braço; dispersou os homens de pensamento orgulhoso;

52 precipitou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes;

53 os famintos, ele os cobriu de bens e os ricos, despediu-os de mãos vazias.

54 Veio em nosso socorro de Israel, seu servo lembrado de sua bondade,

55 como dissera aos nossos pais em favor de Abraão e da sua descendência, para sempre."


Bíblia Sagrada - TEB-Tradução Ecumênica da Bíblia - Editora Loyola.



| Página atualizada em 16 de fevereiro de 2006 |